Category Archives: 929 – Biografias

Conhecer Picasso através dos seus amigos/conhecidos

Jean-Paul Crespelle, na sua obra “Picasso – as mulheres/os amigos/a obra”, interrogava-se sobre “quem era este Casanova da boémia,…? Referia-se a Picasso, de nome completo: Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de la Santísima Trinidad Ruiz y Picasso, nome demasiado curto para incluir todos os nomes da cidade onde nasceu, a saber: Málaga, mas demasiado extenso para incluir todos os nomes da rua onde nasceu!

Efectivamente nos intervalos da sua arte de auto-afirmação, digamos, entretinha-se com o pincel ou simplesmente com o lápis a riscar gravuras e litogravuras.

Não nos iremos perder nas querelas sobre o cubismo e outras questões associadas à forma como se exprimia. Não. Seria uma perda de tempo e, sinceramente desinteressante para os que possam ler este apontamento.

Aqui iremos mencionar as respostas dadas por alguns dos amigos/conhecidos que o autor Jean-Paul Crespelle encontrou para o descrever Pablo Picasso, as quais passamos a expor:

Cristian Zervos: “De estatura média, com a elegância de um corpo bem equilibrado, um pouco como que de marfim enquadrado numa barba curta e frisada – sim, porque também ele, como muitos outros jovens, usou barba -, olhos negros de um brilho sobrenatural, com um olhar de agressão sorridente, um olhar perspicaz que pousava com irresistível ardor sobre o interlocutor ou sobre as coisas, um espírito de rigor e de profunda sensibilidade…”

Baron Mollet: “Este homem não muito alto, atarracado, muito moreno, com uma fisionomia que exprimia uma vontade formidável. Mas os olhos, principalmente os olhos, tinham uma expressão fascinante, algo de duro, tornando-se extremamente doces quando sorria.”

Roland Dorgelès: “A sua boca, de lábios finos, alegrava-se às vezes; os olhos, nunca. Olhos estranhamente negros, demasiado grandes para o seu rosto, incómodos pela fixidez.”

Gertrude Stein: “Tinha a altivez desembaraçada de um toureiro à frente do desfile.”

Fernande Olivier: “Picasso, pequeno, moreno, atarracado, inquieto, inquietante, de olhos escuros, profundos, perspicazes, estranhos, quase fixos. Gestos desajeitados, mãos de mulher, mal vestido, pouco cuidado. Uma franja espessa, negra e brilhante, cruzava-lhe a testa, inteligente e teimosa. Semiboémio, semitrabalhador, os cabelos demasiado cumpridos varriam o colarinho de um casaco já velho.”

 

Anúncios

Instituto Camões – Biblioteca Digital

O Instituto Camões disponibiliza um conjunto de obras, sobre os mais diversos temas, em formato digital. Clique sobre a seguinte figura para aceder à Biblioteca Digital Camões!

Deixamos aqui a nota introdutória constante no sitio do Instituto Camões.

Seja bem-vindo/a à Biblioteca Digital Camões!

A disponibilização de um conjunto de textos e documentos de grande relevância cultural e linguística insere-se na missão do Instituto Camões: A promoção da língua e cultura portuguesas, de que se vem ocupando desde 1929.

A Biblioteca Digital Camões pretende fazer chegar o Português a um universo cada vez mais amplo de falantes e estudantes do Português. Nos próximos meses receberá novos e diversificados parceiros, que a enriquecerão com as suas contribuições e cooperação na preparação do Instituto Camões para o Séc. XXI.

Rembrandt

Rembrandt van Rijn é reconhecido ter sido o maior pintor holandês do século XVII. O mais versátil dos artistas, ele se destacou em todos os géneros, enquanto que aspiram a ser reconhecidos como um “pintor de história”. Embora a oportunidade de pintar retábulos lhe foi recusado no oficialmente calvinista Províncias Unidas, onde os interiores das igrejas tinham sido caiadas de branco, ele foi capaz de fornecer coleccionadores particulares, com cenas bíblicas. Mais pinturas mitológicas e bíblicas foram produzidos na Holanda que às vezes pensamos, e Rembrandt recebeu uma série de tais comissões. Mas a maior parte de sua prática foi nos retratos, e sua ambição pode explicar por que ele começou a investi-los – especialmente os retratos de grupo dos órgãos sociais – com o semblante vívido da narrativa. Sua superfície, ao contrário da maioria de seus contemporâneos, são tão vivos quanto os personagens que retrata. Não só ele foi capaz de evocar emoções específicas para atender a acção descrita, ele nos convence de que cada figura que pinta tem a capacidade de sentir.

Recomendo a consulta do seguinte endereço www.wga.hu/frames-e.html?/html/r/rembran/painting/index.html

the drawings of Leonardo da Vinci

    [self portrait]           

É admirável apreciar os desenhos do grande génio Leonardo da Vinci. Neste endereço www.drawingsofleonardo.org/ podemos encontrar a beleza e o tecnicismo colocado nos desenhos sumptuosos a qualquer olhar, mesmo aos mais insensíveis!…

Sobre a biografia de Leonardo da Vinci remeto os leitores para este endereço www.leonardo-history.com/life.htm

929 – Biografias

BIOGRAFIAS
Biografias de Arquitectos que morreram entre 1897 e 1947
http://www.sah.org/oldsite06012004/aame/bioint.html

Biografias de Físicos
br.geocities.com/saladefisica3

Biographies of Famous Chemists
http://www.liv.ac.uk/Chemistry/Links/refbiog.html

Dicionário Biográfico
http://www.s9.com/biography

Balzac
http://www.blupete.com/Literature/Biographies/Literary/Balzac.htm

Cervantes
http://www.blupete.com/Literature/Biographies/Literary/Cervantes.htm

Distinguished Women of Past and Present
http://www.distinguishedwomen.com

Index of Biographies: Mathematicians
www-groups.dcs.st-and.ac.uk/%7ehistory/BiogIndex.html

Mathematicians of the Seventeenth and Eighteenth Centuries
http://www.maths.tcd.ie/pub/HistMath/People/RBalllIndex.html

100 Distinguished European Chemists from the Chemical Revolution to 21st Century
http://www.chemsoc.org/networks/enc/FECS/100chemists.htm

Eric Weisstein’s World of Biography
scienceworld.wolfram.com/biography/

Aristoteles
classics.mit.edu/Aristotle/

Antropology Biography Web
emuseum.mnsu.edu/information/biography/index.shtml

Filósofos do Séc. XVII e XVIII
http://www.orst.edu/instruct/phl302/e-text.html