Tag Archives: S. João da Madeira

Comemoração dos 150 anos do nascimento de António José de Oliveira Júnior

É tempo de relembrarmos a grande figura de São João da Madeira, neste ano em que se deve comemorar os 150 anos do nascimento de António José de Oliveira Júnior.

Estamos convictos, apesar de faltar ainda um escasso período de 2 meses (relembra-se que o Comendador António José de Oliveira Júnior, nasceu a 17 de Abril de 1864),  que todos os organismos locais estão conscientes deste momento e da importância desta grande personalidade.

Deixamos aqui alguns pontos do seu vasto curriculum que poderão servir de referência:

  • Fundou em 1914 a Empresa Industrial de Chapelaria, Limitada, mais conhecida como a Sanjo.
  • Fundou em 1925 a empresa “Oliveira, Filhos & Cº., Limitada, mais conhecida como a Oliva. Parte das antigas instalações são agora a Oliva Creative Factory.
  • Agraciado pelo Governo Português, em 1930 (acta n.º 55, de 15 de Setembro de 1930) com a Comenda de Mérito e Benemerência.
  • Foi o Primeiro Provedor da Misericórdia local (Regional n.º 20, de 10 de Novembro de 1922).
  • Foi vereador da Câmara de Oliveira de Azeméis onde defendeu a independência de São João da Madeira. (Ver pág. 228, da obra “São João da Madeira – Cidade do Trabalho).

Registo de óbito

Ás dezasseis horas do dia vinte e nove do mês de Janeiro do ano de mil novecentos trinta e cinco, numa casa da rua Oliveira Júnior, da freguesia de São João da madeira, deste concelho, faleceu de pneumonia, um individuo do sexo masculino, de nome António José de Oliveira Júnior, de setenta anos de idade, de profissão industrial, natural da Freguesia de São João da Madeira, Concelho de São João da madeira, domiciliado na rua referida, filho legitimo de António José de Oliveira, já falecido, natural da Freguesia de Pindelo, Concelho de Oliveira de Azeméis e de Teresa da Silva já falecida, natural da Freguesia de São João da Madeira, Concelho de S. João da madeira.

Anúncios

Ilusões e Ficções de modernidade

Sugere-se a leitura do excelente trabalho de “Dissertação de Mestrado do Programa de pós-graduações Arquitectura, Território e Memória do Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra” do arquitecto Ivo Oliveira, com o título:

Ilusões e Ficções de modernidade

Na fábrica OLIVA de São João da Madeira

Deixo aqui, a título de motivação para a consulta deste trabalho, uma parte da “justificação” apresentada pelo autor:

As circunstâncias ou motivações que nos levam ao encontro de uma problemática a investigar são diversas. As deste trabalho remontam aos anos da minha infância em que viajei regularmente entre Lisboa e Porto pela Estrada Nacional Nº1.

Perdido na imensidão dos quilómetros fui ao longo dos anos utilizando edifícios “excepcionais” que surgiam no percurso, como elementos de referência. Através deles sabia se a pausa, o lanche ou a chegada se aproximavam. Recordo-me ainda, ao sair de Lisboa, do grande volume da fábrica da cerveja com as grandes janelas que permitiam ver as cubas de latão manipuladas por homens  vestidos de branco, recordo-me de em Vila Franca, passar por baixo daquela máquina que vinha das montanhas e da cor cinzenta daquela paisagem. Em Coimbra, os Silos da fábrica Triunfo sobrepunham-se a qualquer outra história eventualmente mais relevante, em São João da Madeira a Oliva com aquela fachada curva e a torre imponente, diziam-me que a viagem se aproximava do fim; Já a chegar ao Porto, ao ver U.T.I.C., descansava. Estes edifícios ficaram-me na memória, eram elementos de excepção, numa paisagem que se construía e se destruía quotidianamente.

O trabalho poderá ser consultado no seguinte endereço eletrónico: https://estudogeral.sib.uc.pt/handle/10316/5870

Postal publicitário das Máquinas de Costura Oliva – ano de 1944

Marketing dos anos 50 – Máquinas de Costura Oliva

Foto dos anos 1950 da Oliva, sociedade que teve várias denominações sociais, entre as quais: Oliva Industrias Metalúrgicas, SA, Oliva – Soluções de Fundição, SA, etc…

S. João da Madeira – Capela do Parque de Nossa Senhora dos Milagres

O filósofo Renato Figueiredo

O filósofo Renato Figueiredo, autor de diversos artigos publicados na imprensa nacional e regional, deixou-nos, para além de uma imensa saudade, algumas obras pedagógicas, das quais deixo aqui a capa do manual “Breves Noções da História da Literatura”, exemplar rebuscado na sua biblioteca.
Desta figura – que uns recordam como o Director da Biblioteca de S. João da Madeira, outros como uma pessoa histórica da Oliva, outros em outras tantas obras e lugares que ocupou – recordo-me dos poucos momentos que com ele passei, a maioria das vezes a jantar, lugar privilegiado pelo Renato Figueiredo e não menos por mim, onde nas conversas saltava a história da sua vida que muito se confundia com a história cultural e política da sua época.
Um exemplo da sua obra foi o imenso património que ele nos deixou na área da publicidade, nela tendo participado os maiores fotógrafos, poetas, músicos, pintores, … da época das Máquinas de Costura Oliva.

Casa da árvore (S. João da Madeira)

Nos tempos que já lá vão… era assim o centro de S. João da Madeira